Na noite deste sábado (10/03), o Flamengo perdeu para o Macaé, no Moacyrzão, pela penúltima rodada da Taça Rio, por 1 a 0, com gol de Pipico.
Com um time basicamente formado por reservas e recheado com alguns poucos titulares, o técnico Paulo César Carpegiani pode observar alguns jogadores que ainda precisam mostrar serviço e justificar sua permanência no elenco rubro-negro.
Mas na escalação inicial, uma surpresa: Carpegiani preferiu montar o meio-campo com apenas um volante e colocou Geuvânio no ataque, formando um trio com Felipe Vizeu e Vinícius Júnior.
O esquema mais ofensivo realmente rendeu mais jogadas perigosas e chutes a gol, em comparação com as últimas partidas do time principal, principalmente na primeira metade do primeiro tempo. Geuvânio fez excelentes triangulações com Pará, Paquetá e mesmo com Willian Arão. Na esquerda, Vinícius Júnior trazia perigo em jogadas de infiltração, embora sem chutes certeiros à meta do Macaé.
No lance mais perigoso do primeiro tempo, já aos 39 minutos, Willian Arão fez ótima enfiada na direita para Geuvânio, que cruzou com perigo. Na rebatida da defesa, Vinícius Júnior chutou na trave direita do goleiro. Parecia que a vitória chegaria facilmente no segundo tempo.
E no início da segunda etapa, realmente o Flamengo fez enorme pressão. Com chutes de longa distância de Trauco e Willian Arão, o Mengão quase marcou. Mas, como no dito popular, quem não faz leva. E numa jogada de contra-ataque, em bola enfiada nas costas de Léo Duarte e Cuéllar, o atacante Pipico chutou rasteiro no canto direito de Diego Alves, que não alcançou a bola. O impensável acontecia: Macaé 1 a 0.
Após o tempo técnico, o Fla tentou a reação com Lincoln no lugar de Geovânio. O goleiro Luis Cetin novamente apareceu em uma linda defesa após mais um chutaço de longe de Trauco.
Aos 26 minutos, o lance que definiu a partida: Léo Duarte derrubou um atacante do Macaé em outro contra-ataque e foi expulso após tomar seu segundo cartão amarelo na partida. Na cobrança da falta e novamente aos 39 minutos, a catástrofe só não foi maior porque o goleiro Diego Alves mostrou estar totalmente recuperado, com excelentes defesas.
Foi a primeira vitória da história do Macaé sobre o Flamengo. E os reservas do Fla decepcionaram, mais uma vez…

OS ARTISTAS DO ESPETÁCULO
MACAÉ 1 X 0 FLAMENGO

Macaé: Luis Cetin; Marcelo Ferreira, Admílton, Igor João e Vladimir; Luis Felipe (Lucas Gabriel), Lepu, Julio Cezar (Gedeil) e Charles; Edinho (Matheus Babi) e Pipico.
Técnico: Josué Teixeira.
Flamengo: Diego Alves; Pará, Matheus Thuler, Léo Duarte (expulso) e Trauco; Jonas (Cuéllar); Willian Arão e Lucas Paquetá (Pepê); Geuvânio (Lincoln), Felipe Vizeu e Vinícius Júnior.
Técnico: Paulo César Carpegiani.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Deixe uma resposta