Com tranquilidade, o Flamengo venceu o Botafogo por 3 a 1, na tarde deste sábado, em Volta Redonda, garantindo-se na final da Taça Guanabara, contra o time do Boa Vista, que ganhou a outra vaga com um empate frente ao Bangu, na última quinta-feira.

No início do primeiro tempo, houve até algum equilíbrio entre os dois times. Não que o Botafogo tenha exibido grande qualidade técnica. Foi apenas uma fase de estudo mútuo entre os dois rivais, que durou cerca de 20 minutos. Em seguida, em ritmo de treino, o Flamengo dominou o jogo, com várias oportunidades de gol não convertidas. Lucas Paquetá chegou a carimbar o travessão de Jefferson, em belíssima cobrança de falta. Mas apenas aos 35 minutos, Everton Cardoso transformou a superioridade rubro-negra em gol, aproveitando de cabeça uma falha de marcação  do lateral Arnaldo. O primeiro tempo terminou em 1 a zero, mas bem poderia ter terminado com 3 a zero para o Mengão.

No segundo tempo, duas claras oportunidades de gol para o Flamengo nos dois primeiros minutos já anunciavam até mesmo a possibilidade de uma goleada. De fato, logo aos três minutos, Henrique Dourado, o estreante do dia, acabou marcando o segundo gol. Daí em diante, ao invés de uma goleada, o que se viu foi um Fla desinteressado e desmotivado, que desacelerou o jogo e deu espaço ao Botafogo. Aos 23 minutos da etapa complementar, Kieza, no primeiro chute do Botafogo à meta de César, conseguiu diminuir o placar. O Botafogo se animou, mas o Mais Querido acordou com o gol alvinegro e voltou a controlar as ações. Já nos descontos, aos 48 minutos, Vinícius Júnior deu números finais ao placar, marcando um golaço em chute do bico direito da grande área, no ângulo esquerdo de Jéfferson. Na comemoração, ao fazer o já clássico gesto do “chororô”, alguns jogadores botafoguenses ameaçaram uma briga, mas foram contidos pelos demais.

Para a final da Taça Guanabara, contra o Boa Vista, no próximo domingo, dia 18, o Fla poderá ter mudanças na escalação, mas o técnico Paulo César Carpegiani desconversou durante a entrevista coletiva após o jogo. No vestiário perdedor, além do chororô, a despedida triste do técnico Felipe Conceição, demitido pela diretoria do Botafogo após o jogo.

 

Ficha técnica

FLAMENGO 3 X 1 BOTAFOGO

Local: Estádio Raulino de Oliveira (Volta Redonda, RJ)

Flamengo: César; Pará, Réver (Jonas), Juan (Rhodolfo) e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá (Vinicius Jr) e Diego; Everton Ribeiro, Everton e Henrique Dourado. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Botafogo: Jefferson; Arnaldo, Marcelo, Rabello e Gilson; Matheus Fernandes; Luiz Fernando, João Paulo, Léo Valência (Renatinho) e Rodrigo Pimpão (Ezequiel); Brenner (Kieza). Técnico: Felipe Conceição.

One Comments

  • Ricardo Devillaqua 10 / 02 / 2018 Reply

    Foi fácil demais! Time muito fraco esse do Botafogo. Se o time jogasse com um pouco mais de vontade, metia uns 5 ou 6 nesses pernetas!

Deixe uma resposta