Com uma atuação desastrosa, o time do Flamengo, escalado com basicamente com reservas, perdeu para o Fluminense por 4 a 0, na Arena Pantanal em Cuiabá, na tarde deste domingo (24/02).

Logo no primeiro minuto de jogo, Marcos Júnior marcou em chute cruzado indefensável, aproveitando falha grotesca de Rômulo, que furou ao tentar cortar um cruzamento vindo da esquerda do ataque tricolor.

Com um gol logo no início de jogo, o time titular do Fluminense, obviamente mais entrosado, soube aproveitar as inúmeras falhas do sistema defensivo rubro-negro na partida e não deu chances para o Mengão. Aos 17 minutos, após confusão em escanteio cobrado pela esquerda, a zaga não conseguiu rebater e o atacante Pedro marcou o segundo gol do Flu.

O Mais Querido bem que tentou, mas os raros lampejos de criatividade de Vinícius Júnior não foram suficientes para reequilibrar a partida. O único lance de real perigo de gol para o Mengo foi uma bola na trave após chute de Marlos Moreno. O time das Laranjeiras, mais eficaz, aproveitava todas as chances e ampliou ainda no primeiro tempo com Gilberto, aos 42 minutos, após falha de Diego Alves, que rebateu a bola para dentro de sua própria área.

No intervalo, com a entrada de Jean Lucas e Geuvânio, o técnico Carpegiani tentou reorganizar o meio-campo e oxigenar o ataque. O meio-campo rubro-negro melhorou, obtendo mais posse de bola, mas não conseguiu municiar o ataque e nem evitar o quarto e último gol tricolor, logo aos 10 minutos do segundo tempo, em cabeçada oportunista do baixinho Marcos Júnior, após cruzamento de Gilberto. Como disse Vinícius Júnior após o jogo, “uma partida para ser apagada da memória”.

Com a goleada, o Flu consegue novo ânimo para a temporada, enquanto o Fla junta os cacos e liga o sinal amarelo para enfrentar o River Plate (ARG) pela Taça Libertadores, na próxima quarta-feira (28/02).

 

OS ARTISTAS DO ESPETÁCULO

Fluminense 4 X 0 Flamengo

 

Fluminense: Júlio César; Renato Chaves, Gum e Ibañez; Gilberto, Richard (Matheus Norton), Jadson, Sornoza e Marlon; Marcos Junior (Robinho) e Pedro (Pablo Dyego).

Técnico Abel Braga.

 

Flamengo: Diego Alves; Kleber, Léo Duarte, Thuler e Trauco (Patrick); Cuéllar, Romulo (Jean Lucas), Ronaldo, Marlos (Geuvânio) e Vinicius Junior; Felipe Vizeu.

Técnico: Paulo César Carpegiani.

Deixe uma resposta