Na noite desta quarta-feira, o Flamengo venceu a equipe do Boavista por 3 a 0, em Volta Redonda, na reedição da final da Taça Guanabara.

A partida também marcou a reestreia de Júlio César no gol do Mengão, time que o revelou, após 13 anos jogando na Europa. Mas, na verdade, Júlio César mal participou do jogo, já que o Boavista quase não ofereceu perigo à meta rubro-negra.

No primeiro tempo, o time do técnico Carpegiani não conseguiu vencer o forte esquema defensivo montado pela equipe do interior fluminense. Mesmo trocando de posições, Éverton Ribeiro (que começou jogando pela esquerda) e Lucas Paquetá (que iniciou a partida pela direita) não conseguiram jogadas de penetração ou lançamentos certeiros para Henrique Dourado.

Mas no segundo tempo, com maior movimentação e aceleração as ações ofensivas, o Flamengo dominou a partida e criou várias chances de perigo. E o primeiro gol veio após um escanteio cobrado por Éverton Cardoso e que não conseguiu ser interceptado por zagueiros ou atacantes. A bola sobrou na entrada da área para Rodinei encher o pé e inaugurar o placar.

Apesar do domínio da posse de bola, o segundo gol do Mengão também só saiu num lance de bola parada. Numa verdadeira obra-prima, que bem lembrou o Galinho de Quintino, Diego Ribas acertou uma falta no ângulo direito do gol de Rafael, marcando o segundo gol, aos 36 minutos.

Para coroar mais uma excelente atuação, Lucas Paquetá marcou o terceiro gol aos 42 minutos da etapa final, em mais uma cobrança de falta espetacular, agora pela direita e ângulo esquerdo do goleiro do Boavista, que permaneceu inerte no centro da meta.

Com a vitória, o Fla atingiu nove pontos e se isolou na liderança do grupo B. O próximo confronto será no sábado (10/03), às 19h30, no Moacyrzão, contra o time do Macaé.

OS ARTISTAS DO ESPETÁCULO

BOAVISTA 0 X 3 FLAMENGO

Boavista: Rafael; Gabriel Cassimiro, Gustavo, Elivelton e Julio César; Douglas Pedroso (Renan Donizete), Willian Maranhão, Lucas e Tartá (Claudio Maradona); Marquinho (Thiaguinho) e Felipe Augusto.

Técnico: Eduardo Allax

Flamengo: Júlio César; Rodinei, Juan, Rhodolfo e Renê; Cuéllar; Lucas Paquetá, Everton Ribeiro (Willian Arão), Diego Ribas e Everton Cardoso (Geuvânio); Henrique Dourado (Felipe Vizeu).

Técnico: Carpegiani.

Foto: www.flamengo.com.br

Deixe uma resposta