O Clube de Regatas do Flamengo, clube de maior torcida do Brasil, ainda continua sofrendo por por não ter um estádio pra chamar de seu. Depois de não conseguir mais mandar seus jogos no Maracanã, em função do valor exorbitantes das taxas de uso do estádio, o Flamengo agora ficará  por muito tempo sem o estádio da Portuguesa, alugado pelo Mengão e rebatizado de Ilha do Urubu.

Em nota oficial divulgada nesta quinta-feira, o Flamengo informou que está acionando na justiça os responsáveis pelos prejuízos causados pela queda de duas torres no estádio Luso-brasileiro, após as tempestades ocorridas na região em fevereiro deste ano de 2018.

O Flamengo pretendia mandar alguns jogos da Taça Libertadores e grande parte dos jogos do Campeonato Brasileiro.

Confira abaixo a íntegra da nota rubro-negra.

Nota Oficial – Ilha do Urubu – Esclarecimentos sobre o panorama atual e divulgação dos laudos técnicos sobre incidente com torres de iluminação: Honrando o compromisso de transparência com seus associados, torcedores e parceiros, o Clube de Regatas do Flamengo vem a público prestar novos esclarecimentos a respeito da queda de duas torres de iluminação do estádio Ilha do Urubu, em fevereiro deste ano, e relatar as ações determinadas para resolução do problema, a partir do recebimento dos laudos técnicos das perícias realizadas no local.

Logo após o ocorrido, além da notificação de todas as empresas envolvidas na construção das torres, foram contratados os estudos técnicos acerca dos projetos das fundações e das próprias torres. Após a conclusão dos referidos trabalhos, está comprovado que o Projeto das Fundações atende, com margem de segurança, a todas as Normas Técnicas vigentes, bem como a inadequação das torres diante da simulação da análise dinâmica (vento). 

Desta forma, o Clube, que preza acima de tudo pela segurança, conforto e bem-estar de seus torcedores, optou por contratar novas empresas para a execução dos reparos e montagem de quatro novas torres de iluminação, o que ocorrerá sob a supervisão dos peritos designados pelo Flamengo.

 É importante ressaltar que o Clube de Regatas do Flamengo vai ingressar, de imediato, com as medidas judiciais cabíveis contra a empresa fornecedora das torres e contra a empresa que coordenou o projeto, compra e montagem, buscando o ressarcimento de todos os prejuízos causados. 

O Clube de Regatas do Flamengo está envidando todos os esforços no sentido de agilizar ao máximo a liberação do estádio para a realização de jogos, desde que com total segurança para o torcedor e profissionais que atuam nas partidas. Estimamos que a solução para o problema das torres de iluminação deva demorar aproximadamente 60 dias. 

Por fim, cabe esclarecer que os demais problemas decorrentes da tempestade serão resolvidos pela Portuguesa.

Agradecemos a compreensão dos nossos associados e torcedores durante este período importantíssimo de análise técnica dos incidentes ocorridos e garantimos que todas as nossas ações continuarão tendo como premissas principais o cuidado, atenção e responsabilidade para proteger nosso maior patrimônio: a Nação Rubro-Negra.

Clube de Regatas do Flamengo

www.flamengo.com

Deixe uma resposta