Em um jogo extremamente truncado, o Flamengo empatou em 2 a 2 com o River Plate (ARG) na noite desta quarta-feira (28/02), no Engenhão, na primeira rodada da fase de grupos da Taça Libertadores, pelo grupo 4.

Todos esperavam realmente um jogo difícil, mas o que se viu no primeiro tempo foi um jogo de baixíssimo nível técnico. A primeira bola do Flamengo alçada na área do time argentino aconteceu apenas aos 11 minutos, terminando com a finalização para fora de Lucas Paquetá.

Enquanto isso, o River Plate, mais organizado, se resguardava na defesa e saia em perigosos contra-ataques, principalmente com Delacruz, pela esquerda.

Os goleiros praticamente assistiram ao jogo, sem maior perigo. No primeiro tempo, um único chute certeiro para cada time, com Éverton Ribeiro aos 16 minutos e Mora, aos 46 minutos, em cobrança de falta perigosa, defendida por Diego Alves.

No segundo tempo, o Flamengo voltou melhor e conseguiu dominar as ações durante a maior parte do tempo. Logo aos 6 minutos, Ponzio derrubou Diego Ribas na linha da pequena área e o juiz peruano apontou para a marca do pênalti. Após alguma confusão e quase briga entre os jogadores, Henrique Dourado fez seu terceiro gol pelo Mengão, o segundo de pênalti.

Mas o River Plate definitivamente não é qualquer time. Dois minutos depois, empatou a partida com cabeçada do uruguaio Mora, em posição duvidosa.

O Mais Querido não se abateu e continuou pressionando até conseguir novamente a vantagem aos 20 minutos, em lindo lançamento de Lucas Paquetá para Éverton Cardoso, que dominou no peito e, em um rápido giro, chutou cruzado sem defesa para o goleiro Armani.

Aos 37 minutos, Réver salva quase sobre a linha o gol de empate do River, em cabeçada de Scocco. Era um prenúncio. Aos 42 minutos, Maidana acerta um chute rasteiro da intermediária, que entra no canto inferior direito de Diego Alves, que estava com a visão encoberta por vários jogadores.

A estreia foi difícil como esperado e o resultado foi, de certa forma, decepcionante, já que o Fla esteve na frente do placar por duas vezes, mas não soube segurar a vantagem.

Mas agora, é bola pra frente Mengão. Carpegiani terá muito trabalho a fazer…

 

OS ARTISTAS DO ESPETÁCULO

FLAMENGO 2 X 2 RIVER PLATE

 

Flamengo: Diego Alves; Pará (Rodinei), Réver, Juan e Renê; Jonas (Rômulo); Éverton Ribeiro, Diego Ribas, Lucas Paquetá e Éverton Cardoso (Willian Arão); Henrique Dourado.

Técnico: Paulo César Carpegiani

 

River Plate: Armani; Montiel, Maidana, Quarta e Saracchi; Ponzio, Mora e Zuculini (Mayada), Enzo Pérez (Scocco); Lucas Pratto e De La Cruz (Quintero).

Técnico: Marcelo Gallardo

Deixe uma resposta