Chuvas torrenciais são comuns no estado do Rio de Janeiro nos meses de fevereiro e março, o que frequentemente causa estragos em várias cidades. Neste ano de 2018, não está sendo diferente. A própria cidade do Rio de Janeiro vem sofrendo com alagamentos, quedas de árvores e desabastecimento elétrico em diversas regiões, além de mortes provocadas por acidentes.

E o estádio Ilha do Urubu, na Ilha do Governador, foi uma das “vítimas” dos temporais recentes. Duas torres de iluminação caíram na madrugada desta quinta-feira, entre as arquibancadas dos setores Oeste e Norte e Oeste e Sul. Não houve feridos, segundo nota oficial do clube.

O acidente poderá ter reflexos na Taça Libertadores da América e a própria Conmebol já teria sido avisada.

Uma análise técnica deverá ser realizada nesta sexta-feira, dia 15, para avaliar se os danos poderão ser amenizados a tempo de permitir a realização da partida de estreia do Mengão na Libertadores, no dia 28 de fevereiro, contra o River Plate.

Não havendo condições mínimas para a realização da partida na Ilha do Urubu, a alternativa mais provável volta a ser o estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Apenas uma coisa é certa: o Fla jogará sem o apoio local da torcida, com a punição imposta por conta dos incidentes na final da Copa Sul-americana, contra o Independiente (ARG).

Deixe uma resposta